Materiais Técnicos

Aumento do risco de fitotoxidade em áreas com nematoides

Data de publicação:

O material apresenta quais são os sintomas, causas e como os riscos de fitotoxidade podem ser agravados pela ocorrência de nematoides, problema dignosticado na safra atual.

A ocorrência de nematoides ainda é considerada um problema local, restrito a algumas áreas ou glebas. No entanto, em muitas regiões, tem sido relatado o aumento expressivo na população de determinadas espécies de nematoides, constituindo assim um problema desafiador para o futuro. Veja neste material:

  • Ataque de fitonematoides;
  • Espécies reativas de oxigênio (EROs);
  • Aplicação de fungicidas;
  • A fitotoxidade nas plantas;
  • Sistema radicular afetado;
  • Observações a campo.

 

Ataque de fitonematoides

O ataque desses fitonematoides induz modificações em células radiculares refletindo em sérios danos as raízes e a fisiologia da planta como um todo.

O crescimento radicular é comprometido sendo visualizado um tamanho de raiz menor comparado a plantas não atacadas e menor emissão de raízes secundárias.

O menor crescimento radicular afeta a capacidade de absorção de água e nutrientes da planta, o que reflete no crescimento e desenvolvimento de parte aérea.

Assim, em áreas atacadas são observadas plantas de menor porte, com crescimento comprometido e coloração amarelada.

 

Espécies reativas de oxigênio (EROs)

Associado ao ataque dos fitonematoides tem sido relatada à indução de estresse oxidativo generalizado nas raízes e na parte aérea das plantas pelo aumento na produção de espécies reativas de oxigênio (EROs), as quais induzem a peroxidação de lipídios nas membranas celulares levando ao colapso e morte de células.

Sintomas do ataque de Meloidogyne javanica em raiz de soja com sintomas reflexos nas folhas (A) e sintomas do ataque de Pratylenchus brachyurus em soja (B)

 

Aplicação de fungicida


A aplicação de fungicidas também podem induzir danos às plantas por alterar processos fisiológicos e bioquímicos nas folhas.

Dentre os principais processos afetados está a fotossíntese, podendo refletir em sobra de poder redutor e indução da formação de EROs.

A quantidade de EROs, quando não regulada eficientemente pelo sistema antioxidante da planta, pode causar danos celulares e aos pigmentos fotossintéticos, ocasionando sintomas visuais como amarelecimento e lesões foliares.

 

A fitotoxidade

A fitotoxidade está muito atrelada ao potencial fitotóxico do produto em si. No entanto, mesmo considerando um produto com potencial fitotóxico, em algumas situações pode ocorrer sintomas severos, e em outras situações não ocorrer.

Nesse mesmo sentido, considerando uma mesma área dentro da lavoura, podem ocorrer manchas mais severas e locais com menos danos por fitotoxidade de um mesmo produto.

Isso porque a fitotoxidade vai além do produto exclusivamente. Ela depende de uma série de fatores ligados à interação:

produto x planta x ambiente x tecnologia de aplicação.

Considerando áreas atacadas por nematoides percebe-se que há uma predisposição ao favorecimento da fitotoxidade, pois consideramos que tanto o ataque de nematoides, como a fitotoxidade são adversidades que induzem o estresse oxidativo na planta.

Nesse caso, quando os dois ocorrem concomitantemente, um favorece o outro, pois nesse cenário são reduzidas as chances da planta tolerar e conseguir reverter tais estresses através do seu sistema antioxidante.

Sintomas de fitotoxidade de fungicida em lavoura de soja no estádio reprodutivo R5.3

 

Sistema radicular afetado

Além disso, falamos anteriormente que o ataque de nematoides afeta as funcionalidades do sistema radicular.

Pois bem, um sistema radicular danificado além de apresentar menor tamanho e assim menor profundidade, apresenta também menor número de raízes secundárias, o que impacta para a menor capacidade absorção de água e nutrientes.

O conteúdo de água na planta tem impacto direto sobre a fitotoxidade. Em condições de reduzido conteúdo de água, a planta aciona respostas em direção à maior deposição de ceras epiticulares, alteração na composição de ceras para aquelas de cadeia mais longas e mais hidrofóbicas  (Kosma et al., 2009).

Cutícula foliar de Arabdopsis (entre as pontas das setas) de plantas controle (A e C), plantas com deficiência hídrica (B) e plantas com estresse salino (D). A cutícula é divida em uma camada externa mais translúcida, uma camada interediária sendo a cutícula propriamente dita e uma camada mais interna com densidade mais escura evidente nas folhas de plantas estressadas (B e D). CW - parede celular. Escala de barra: 100 nm (Kosma, el at., 2009)

O menor conteúdo de água ainda reflete em fechamento estomático e redução da transpiração, consideradas estratégias para minimizar as perdas de água dos tecidos. Isso pode desfavorecer a dinâmica do produto na planta, afetando o processo de penetração e translocação.

Todas essas situações podem agravar a severidade da fitotoxidade, pois o produto tende a ficar mais retido e concentrado nas camadas e o menor conteúdo de água desfavorece a atividade de desintoxicação pela planta.

 

Observações a campo

Essas relações foram observadas a campo, em uma mesma lavoura altamente atacada por nematoides de galhas Meloidogyne javanica. 

A lavoura apresentou diferentes gradientes de severidade quanto ao ataque dos nematoides.

O fungicida trifloxistrobina + protioconazol foi aplicado no estádio reprodutivo de enchimento de grãos R5.3, pela parte da manhã, em um dia com alta incidência de radiação, altas temperaturas e reduzida umidade do ar.

Os sintomas de fitotoxidade ocorreram em toda a gleba da lavoura. No entanto, nas reboleiras mais atacadas por nematoides os sintomas foram muito mais severos.

Áreas atacadas por nematoides são bem mais sensíveis à fitotoxidade (à esquerda da tela)

A questão nutricional também responde por uma parcela de favorecimento à severidade da fitotoxidade. Plantas atacadas por nematoides podem sofrer pela deficiência de alguns nutrientes, principalmente aqueles exigidos em menor quantidade.

Dentre esses elementos, alguns desempenham papeis importantes na resposta das plantas a estresses abióticos como o zinco, o manganês, o ferro e o cobre.

Assim sendo, o menor aporte desses nutrientes pode afetar a atividade enzimática e síntese de compostos ligados ao sistema antioxidante da planta, propiciando uma menor resposta contra o estresse.

Plantas retiradas das reboleiras mais atacadas por nematoides e fitotoxidade (A) em relação à plantas de demais áreas com menor severidade de fito(B)
Detalhes dos sintomas de fitotoxidade em plantas das reboleiras mais atacadas pelos nematoides (A) e plantas das demas áreas com menor severidade de fito (B)

Quer saber mais sobre nematoides? Acesse:

Referencial teórico:

KOSMA, D.K. The Impact of Water Deficiency on Leaf Cuticle Lipids of Arabidopsis. Plant Physiol., v.151, p.1918-1929, 2009.

 

 

Compartilhar
5,0
starstarstarstarstar