Fazer ou não a dessecação em pré-colheita na soja?

Data de publicação:

A prática de dessecar a cultura da soja antes da colheita é uma prática que divide opiniões quanto às vantagens versus os riscos.

No entanto, os riscos são minimizados se for bem executada e no momento certo e assim os benefícios ocorreram compensando o gasto com herbicidas desfolhantes.

Os casos em que esta prática tem sido bastante utilizada no Brasil é quando na sequência da soja será implantado uma nova cultura como o milho.

 Especialmente nesses casos, mas também de um modo geral, tal prática justifica-se pelos diversos benefícios tais como antecipação média na data da colheita entre 7 a 10 dias e possibilidade de controle de plantas daninhas antes da semeadura de uma cultura subsequente.


Na sequência o pesquisador em Herbologia do Instituto Phytus, PhD. Rafael Pedroso aborda aspectos ligados a alguns benefícios dessa prática:

 

Contudo, como não poderia deixar de ser, a realização da dessecação pré-colheita exige grande conhecimento, tanto no tocante a escolha do desfolhante que melhor se adeque à situação, quanto relativo ao momento correto da aplicação do defensivo.

As principais opções disponíveis e suas peculiaridades como intervalo de segurança e riscos de fitotoxidade à cultura subsequente são discutidas no vídeo abaixo.

 

Como realizar a dessecação:


 

A realização da aplicação do desfolhante no momento correto é de vital importância ao sucesso desta operação.

Sua aplicação em época anterior àquela recomendada pode gerar perdas de até 12 sacas/ha e resíduos no produto que podem chegar ao consumidor final.

 

Saiba o melhor momento para realizar a dessecação pré-colheita:

Quer saber mais sobre esta estratégia?

Acesse :

 

Compartilhar
4,8
starstarstarstarstar